Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (88) 9 9251 6601

Encontre o que deseja

NO AR

Ibiapaba FM

    Ceará

Educadora física desaparece em Sobral e população se mobiliza em campanha de busca

O sumiço ainda é um mistério para seus familiares e o povo.

Publicada em 30/04/22 as 19:11h por G1/Ceará - 58 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
 (Foto: G1/Ceará)

A educadora física Viviane Madeira, de 26 anos, desapareceu na cidade de Sobral no último dia 7. Desde então, a Polícia Civil do Estado do Ceará (PC-CE) iniciou uma operação de busca, que segue sem resultados sobre o paradeiro da jovem. Com base nas primeiras informações, ela foi vista pela última vez no bairro Dom Expedito, em um clube chamado Palmeiras.

O caso está a cargo da Delegacia Regional de Sobral. Imagens da jovem em um evento foram compartilhadas para que a população tenha conhecimento das vestimentas utilizadas por ela no dia do desaparecimento. “Mais informações serão divulgadas em momento oportuno para não atrapalhar as investigações”, informou a PC-CE por meio de nota.

Ao O POVO, a prima de Viviane, Lara Madeira, narrou que a rotina da educadora física estava tranquila dias antes do desaparecimento. “Nesse último ano, ela foi morar com a mãe dela e ficou mais dentro de casa. Quando ela saía, sempre avisava”, conta. A jovem também fazia natação, duas vezes por semana, no clube em que desapareceu.

Com uma personalidade marcante, Viviane, segundo Lara, sempre foi uma pessoa muito independente. Sincera, porém não gostava de “trazer problemas para casa”. Em Sobral, cidade natal da família da jovem, Viviane possui muitos amigos e vários deles se ofereceram para a ajudar a família nas buscas.

“Desde o início do sábado, que foi quando a gente noticiou o desaparecimento, as pessoas próximas a ela, até mesmo as pessoas que não a conheceram, se comoveram com o caso e isso fez ele ganhar uma repercussão que a gente nem esperava”, diz Lara.

Relacionamento conturbado

No ano passado (2021), Viviane começou a namorar um rapaz. O relacionamento foi conturbado e, após o sumiço da educadora física, o homem deu entrevista a uma mídia local afirmando não manter contato com ela.

Segundo a família de Viviane, houve uma “confusão” entre o ex-casal e o homem chegou a agredir a jovem. Após isso, uma denúncia foi registrada contra ele e o homem ficou detido por três dias, preso em flagrante. “Depois disso, foi feita a medida protetiva contra contra ele. Alguns meses depois, ela tirou a protetiva, mas o processo continuava”, relata a prima de Viviane.

Denúncias

A população pode contribuir com as investigações repassando informações que auxiliem os trabalhos policiais. As informações podem ser direcionadas para o (88) 3677-4711, o número de WhatsApp da Delegacia Regional de Sobral, pelo qual podem ser feitas denúncias via mensagem, áudio, vídeo e fotografia. O sigilo e o anonimato são garantidos.

A PC-CE ressalta que deve ser evitado passar trote ou informações falsas sobre o caso. O crime previsto no Código Penal Brasileiro pune a interrupção ou perturbação de serviço telegráfico, telefônico, informático, telemático ou de informação de utilidade pública, com pena de um a três anos, além de multa (Artigo 266 do Código Penal).





ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (88) 9 9251 6601

Comercial - (88) 9 9251-3177 - Todos os direitos reservados