Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (88) 9 9251 6601

Encontre o que deseja

NO AR

Top Hits

    Ceará

Plano de retomada das atividades prevê 12 cadeias produtivas na 1ª fase

Publicada em 21/05/20 as 06:48h por Samuel Quintela/Carolina Mesquita/Hugo Renan do Nascimento/ Verdes Mares - 230 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
Volta acontecerá na Capital e no interior, e devolverá 19,9% da força de trabalho dos setores, indica cronograma debatido entre Estado e empresários. Com tendência de estabilização, Governo cogita reabertura em junho  (Foto: José Wagner)
Segundo fonte que repassou os detalhes sobre a primeira fase do plano de retomada, está previsto o retorno ao trabalho de cerca de 43,2 mil trabalhadores de 12 cadeias produtivas. Com percentuais de liberação que variam de 1,3% a 40%, o planejamento ainda não tem data para começar a ser posto em prática e depende da melhora dos índices de contaminação, internação e óbitos pelo novo coronavírus. 

Dos setores que possuirão a parcela máxima de liberação no Estado estão preparação, fabricação, e comercialização de artigos de couro e calçados (10,4 mil empregos), geração, transmissão e distribuição de energia elétrica (962 empregos), fabricação, confecção e comercialização de produtos têxteis e roupas (14,3 mil empregos), e a cadeia moveleira (2,7 mil empregos). 

Também terão partes significativas de seus efetivos autorizados a trabalhar a indústria química, metalmecânica e correlatos, com 38,8% de liberação, correspondendo a 1,7 mil empregos; agropecuária (37,1% ou 135 empregos); construção civil (36,3% ou 11,5 mil empregos); e saneamento básico e reciclagem (30,1% ou 121 empregos). 

Ainda estão entre as atividades que irão retomar os trabalhos na primeira fase os setores de artigos do lar (22,5% ou 522 empregos), tecnologia da informação e comunicação (16,2% ou 455 empregos), comunicação, publicidade, editoração e imprensa (14,4% ou 151 empregos) e serviços de apoio às empresas e famílias (1,3% ou 12 empregos).

Compromisso
Procurado, o secretário do Desenvolvimento Econômico e Trabalho, Maia Júnior, não quis comentar sobre a escolha dos setores e os números de reativação da economia, mas afirmou que o plano de retomada está sendo finalizado e espera aprovação do governador Camilo Santana. “É nosso compromisso finalizá-lo esta semana”, disse Maia.

Segundo já revelou o chefe da Casa Civil do Estado, Élcio Batista, o plano de retomar a economia deverá ter duração mínima de 56 dias e será aplicado em 4 fases. Durante as etapas, as equipes de saúde deverão realizar o monitoramento dos números da Covid-19.









ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário


Insira os caracteres no campo abaixo:


Nosso Whatsapp

 (88) 9 9251 6601

Comercial - (88) 9 9251-3177 - Todos os direitos reservados