Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (88) 9 9203-1190

Encontre o que deseja

<
NO AR

Top Hits

    Saúde e Bem Estar

Fevereiro Laranja marca alerta para combate à Leucemia

Publicada em 02/02/19 as 10:37h por Pleno News - 22 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
Um exame de sangue pode detectar a presença da doença  (Foto: Google)
A leucemia é uma doença maligna dos glóbulos brancos. Uma das principais características é o acúmulo de células doentes na medula óssea, onde as células de sangue são formadas.As leucemias podem ser se agudas ou crônicas, ambas podendo ser linfoide ou mieloide, dependendo do tipo de glóbulos brancos. As agudas são as mais graves e necessitam de quimioterapia com urgência. As leucemias crônicas podem né precisar de tratamento como a leucemia linfoide crônica. A leucemia mieloide crônica é tratada com medicamento oral – explicou a médica  hematologista do Centro de Excelência Oncológica, no Rio de Janeiro.

Segundo ela, existem diferentes sintomas. Como parte dos indícios da leucemia aguda, o paciente se sente mal, podendo sentir fraqueza, sangramento e vômito. Já o caso crônico pode permanecer assintomático durante muito tempo.

IDADE, GÊNERO E HISTÓRICO FAMILIAR
O tipo definido como linfoide é mais incidente em pessoas mais acima de 60. Já a leucemia mieloide afeta pessoas acima de 50 anos.

Entre homens e mulheres, seu acometimento é proporcionalmente igual. Dados do Inca apontam que, no ano passado, as estimativas de novos casos no Brasil eram de 10,8 mil, sendo 5,94 mil homens e 4,86mil mulheres. Todo paciente que tem histórico câncer na família tem maiores chances de desenvolver a doença.

PREVENÇÃO
Uma forma de prevenção eficaz é o diagnóstico precoce, por meio da realização de exames anuais, em especial o hemograma.

TRATAMENTO
A Leucemia mielóide crônica (LMC) requer tratamento até o fim da vida. O tratamento da leucemia aguda dura em torno dois anos, dependendo do tipo de melhor prognóstico.

Se o caso for de risco alto, será preciso fazer transplante. O acompanhamento do paciente apos remissão da leucemia aguda deve ser até pelo menos cinco anos. O acompanhamento da leucemia crônica não tem fim.

Uma vez que a doença esteja sob controle, ela passará a ser controlada com medicamentos ou apenas sendo acompanhada sem critérios para tratamento.

CURA E SEQUELAS
A Leucemia crônica não tem cura. A aguda sim. Dependendo do tratamento, é possível que haja consequências ou sequelas, mais são muito específicas.

CUIDADOS
No dia a dia, o paciente necessita de cuidados, além do tratamento. A quimioterapia reduz a imunidade do paciente e, por isso, a recomendação é que ele evite lugares públicos, principalmente se tiver leucemia aguda. A crônica não demanda muitas restrições. Após a cura, a vida pode voltar a ser completamente normal para quem enfrentou uma leucemia crônica.

 






ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário

Nosso Whatsapp

 (88) 9 9203-1190

Comercial - (88) 9 9251-3177 - Todos os direitos reservados