Redes Sociais

Nosso Whatsapp

 (88) 9 9203-1190

Encontre o que deseja

<
NO AR

Forrozão da 101

    Brasil

Ceará registrou 30 feminicídios desde 2018; quatro assassinatos ocorreram neste ano

Publicada em 12/03/19 as 10:46h por G1 - 39 visualizações

Compartilhe
   
Link da Notícia:
O Ceará foi o segundo estado onde mais se matou mulheres em 2018.  (Foto: Foto Divulgação.)
O Ceará registrou 30 feminicídios no período entre janeiro de 2018 e março deste ano. O caso mais recente foi o assassinato da empresária Lucilene Galdino Albuquerque, que foi morta a facadas pelo companheiro dentro de casa na noite deste domingo (10) na cidade de Itapipoca, na Região Norte do Ceará. O feminicídio é a morte de mulheres em crimes de ódio motivados pela condição de gênero.

De acordo com a Secretaria da Segurança Pública do Ceará, quatro mulheres foram vítimas de feminicídios no estado neste ano. Segundo as investigações, em todos os casos, o principal suspeito era atual ou ex-companheiro das vítimas. No mesmo período de 2018, entre janeiro e março, foram sete casos.

O  Ceará foi o segundo estado onde mais se matou mulheres em 2018. De acordo com as estatísticas, dos 447 homicídios dolosos contra mulheres, sendo 26 registros considerados feminicídios. O estado só fica atrás de São Paulo, onde 461 mulheres foram assassinadas no ano passado, sendo 136 feminicídios.

O último feminicídio ocorrido no Ceará foi a morte de Lucilene Galdino Albuquerque, 50 anos. Ela foi atingida por diversos golpes de faca aplicados pelo companheiro dela. Depois de assassinar a empresária, o agressor tentou matar o filho e o primo dela, que também estavam dentro da residência.

O suspeito foi preso em flagrante dentro da residência do casal. A Polícia Civil informou que o suspeito será indiciado pelo crime de feminicídio.

A vítima era conhecida na cidade como 'Lu Fahion' e estava a dias de realizar o sonho de sua vida profissional. Após trabalhar como esteticista há 20 anos, ela ia inaugurar um centro de estética na próxima semana. O empreendimento foi resultado de duas décadas economizando dinheiro.

"Era uma mulher trabalhadora, criou os filhos sozinha e ia realizar o sonho na próxima semana, inaugurando o centro de estética. A gente fica com o coração partido" disse a sobrinha dela, Leila Galdino.


Feminicídio no carnaval
Durante o carnaval, um sargento da Polícia Militar assassinou a mulher e depois cometeu suicídio na cidade de Paracuru, no Litoral Oeste do Ceará. Antônia Tatiane de Castro Maia foi vítima de disparos dentro de uma casa de praia.


A Polícia Civil afirmou que o sargento Alisson Carlos Lima da Silva de 41 anos estava de folga e que foi convidado pelo amigo para passar um dia de carnaval na residência duplex. Segundo a Polícia Civil, o amigo estava dormindo quando ouviu pelo menos seis disparos.

Já no dia 28 de fevereiro, Geanne Tavares Souza, de 28 anos, foi morta a tiros quando voltava do trabalho, no Crato. O suspeito do feminicídio é o ex-companheiro da vítima, identificado como Paulo Roberto Carlos Ramalho.

Em janeiro, a vendedora Lidiane Gomes da Silva foi assassinada pelo ex-companheiro enquanto trabalhava dentro de um shopping em Maracanaú. Ela já havia relatado a um amigo, em conversa pelo WhatsApp, que sofria ameaças após a separação. O homem se matou em seguida, de acordo com a Polícia Civil.







ATENÇÃO:Os comentários postados abaixo representam a opinião do leitor e não necessariamente do nosso site. Toda responsabilidade das mensagens é do autor da postagem.

1 comentários


Jean Carlos

14/03/2019 - 09:43:31

Pessoas com tais atitudes precisam sofrer penas muito severas. Nosso país precisa urgentemente modificar e enrijecer as penas para crimes desse tipo. Infelizmente ainda há pessoas que acham um problema haver mulheres em posições de maior relevância em muitos lugares. A representatividade das mulheres na sociedade é essencial e pode contribuir muito para o nosso desenvolvimento moral.


Deixe seu comentário!

Nome
Email
Comentário

Nosso Whatsapp

 (88) 9 9203-1190

Comercial - (88) 9 9251-3177 - Todos os direitos reservados